Voltar

Gestão da Qualidade Total: uma importante ferramenta da qualidade aplicada à gestão!

Por: Alex de Almeida
10 de agosto de 2022

Considerando as incertezas do cenário mundial atual, a sobrevivência de um negócio está, cada vez mais, condicionada ao aprimoramento de processos. A busca pela qualidade acaba assumindo um papel fundamental dentro das empresas e diversas ferramentas podem ser utilizadas para alcançar esse objetivo. E a Gestão da Qualidade Total (TQM – Total Quality Management, em inglês) é uma ferramenta da qualidade que atende bem essa demanda.

TQM é um conceito que se consolidou entre as décadas de 1950 e 1960, como um importante ponto de apoio da gestão, sendo revisado e atualizado ao longo dos anos por diversos especialistas da área, como W. Edwards Deming, Walter Andrew Shewhart, Joseph M. Juran, entre outros.

Embora tenha surgido nos anos 50, é um tema bastante atual no ambiente coorporativo. E, se você quer estar por dentro dos temas mais atuais da área da qualidade, o curso de Especialização em Qualidade e Produtividade (CEQP) da POLI USP PRO é perfeito para você. Você terá aula com os professores mais renomados do mercado e poderá obter no final a tão desejada certificação USP.

Leia também: Conheça a Especialização em Qualidade e Produtividade da POLI USP PRO!

Gestão da Qualidade Total (TQM)

Para um melhor entendimento sobre o diferencial e a aplicabilidade da TQM, conversamos com Maurício Sócio, especialista no assunto e docente do CEQP. “A Gestão da Qualidade Total (TQM) consiste num modelo de gestão que implementa o foco na qualidade em todos os processos e departamentos da organização”, explica o docente.

“A abordagem atual da Gestão da Qualidade Total (TQM) consiste no comprometimento de todos no atendimento das necessidades e expectativas das partes interessadas. O foco não é apenas no cliente, mas em todas as pessoas ou grupos de pessoas que podem afetar ou serem afetadas pelas decisões da organização”, esclarece o professor.

Diferencial da TQM

Segundo Sócio, “o diferencial dessa ferramenta da qualidade está no comprometimento efetivo da Alta Direção da organização no fornecimento dos recursos necessários para que as necessidades e expectativas das partes interessadas sejam atendidas.” Ou seja, é uma ferramenta que promove, necessariamente, o engajamento de todas as áreas da organização.

Ainda de acordo com o docente, “os meios para que essa Gestão da Qualidade Total (TQM) seja efetiva são planejamento, controle, garantia e melhoria. E essas atividades devem estar inseridas em cada processo da organização para que os objetivos estratégicos definidos sejam alcançados.”

Resumindo, podemos afirmar que o diferencial desta abordagem é que a qualidade é responsabilidade de todos na organização, sem exceção. A aplicação dessa ferramenta deve garantir que todas as áreas da empresa busquem conjuntamente a melhoria da qualidade em seus processos.

Pessoas fazendo saudação para união da equipe em prol da gestão da qualidade total
Na Gestão da Qualidade Total, a busca pela qualidade é responsabilidade de todos!

Aplicação na organização

Como já foi mencionado, essa ferramenta deve ser aplicada na organização como um todo, ou seja, nos processos de todas as áreas da empresa. Por isso ela se chama Gestão da Qualidade Total. Sendo assim, como aplicar então esse conceito em um processo?

De acordo com Sócio, “ao pensarmos no processo produtivo, teríamos a definição dos objetivos a serem cumpridos por todo o processo, não apenas em relação às necessidades e expectativas dos clientes, como prazos, especificações e quantidades a serem cumpridas. Teríamos também objetivos relacionados a outras partes interessadas pertinentes, como, por exemplo, o fato de que os proprietários e/ou acionistas esperam que os processos produtivos cumpram seus objetivos sem deixar de atender aos custos previstos. Já os funcionários do processo produtivo esperam condições de trabalho adequadas e seguras, além de remuneração compatível.” 

Pessoas sentadas em uma mesa conversando sobre a aplicação da ferramenta de gestão da qualidade total
Aplicando a Gestão da Qualidade Total no processo produtivo.

Resumindo…

Em suma, é como se o foco da qualidade estivesse não apenas no produto, mas também no custo, na segurança, na satisfação dos colaboradores e em tudo que envolve a produção dos bens ou serviços.

“No processo produtivo, assim como nos demais processos da organização, é preciso identificar os objetivos relacionados a cada parte interessada pertinente e definir os meios adequados através do planejamento, controle, garantia e melhoria da qualidade para que os resultados possam ser alcançados”, ressalta o professor.

Se você se identificou com esse tema e quer aprender mais sobre a ferramenta de Gestão da Qualidade Total, inscreva-se no curso de Especialização em Qualidade e Produtividade (CEQP) da POLI USP PRO, que aborda isso e muito mais! Aprenda com os melhores especialistas no assunto e professores da USP!

Você também poderá gostar desses conteúdos:

Voltar

Posts relacionados

Por: Alex de Almeida
7 de setembro de 2022

Lean Six Sigma: entenda como funciona!...

O Lean Six Sigma é uma metodologia estratégica gerencial utilizada para reduzir variabilidades nos processos produtivos. É bastante conhecida no mundo dos ne...
Saiba mais
Por: Caio Roberto
12 de julho de 2022

Aprendendo a aprender é o tema da aula inaugural de CEQP...

Quer aprender mais sobre Qualidade e Produtividade com os melhores professores disponíveis no mercado sem sair de casa? Então conheça o curso de Especializa...
Saiba mais
Por: Caio Roberto
8 de julho de 2022

Conheça a Especialização em Qualidade e Produtividade da...

O mercado demanda cada vez mais que as empresas foquem em entregar produtos de qualidade. Mas, para que um negócio seja sustentável, é preciso que os process...
Saiba mais